E se a Transformação das Cidades for motivada pelos seus Habitantes?

Mudam-se os tempos, mudam-se as cidades. Chama-se mutação dos estilos de vida, da qual todos fazemos parte. Mas se cada um tem diferentes necessidades, como é que a vida urbana, as cidades e os bairros se estão a transformar para responder a todos?

DOWNLOAD BROCHURA

Parece uma questão complexa e até um pouco individualizada, mas se pensarmos na base do que todos valorizamos, damos conta que afinal temos muito em comum:

  • queremos um futuro sustentável;
  • uma maior qualidade de vida;
  • estar próximo do que necessitamos;
  • ter tempo para fazer o que nos faz feliz;
  • que os nossos passos possam ter um impacto positivo, como por exemplo proteger o ambiente ao circular de bicicleta (quem sabe até de trotinete) em vez de carro;

A mobilidade e impacto positivo são por isso conceitos cada vez mais importantes para os habitantes e que definem o novo estilo de vida urbano.

As comunidades do amanhã procuram uma maior proximidade para tirar o máximo partido de cada dia. Assim, a decisão sobre o desenvolvimento das cidades, e das respetivas infraestruturas que as integram, deve ser devolvida a estas mesmas comunidades. Vamos fazer parte deste movimento?

Cidade da proximidade

O novo estilo de vida urbano está diretamente relacionado com o conceito da Cidade dos 15 Minutos, a cidade da proximidade. Este conceito foca-se na forma como se relacionam os diferentes eixos da vida dos cidadãos, num binómio entre mobilidade e acessibilidade, permitindo repensar como as pessoas se movem e definir uma nova forma de viver, consumir, trabalhar e estar na cidade. O espaço é reorganizado para reativar a cidade não apenas a um nível global com zonas de destino e segmentadas, mas também a um nível de dimensão de bairro, com diversas micro zonas a uma escala mais próxima. Fará cada vez menos sentido, por exemplo, ter zonas da cidade apenas para trabalhar, longe das áreas “residenciais”, que obrigam à rotina trabalho-casa.

Sustentabilidade

Esta transformação sustentável das cidades impulsiona o desenvolvimento de projetos de usos mistos, através da criação de espaços multifuncionais que podem ser utilizados por todos, já que agregam num mesmo local os serviços necessários para responder aos diferentes eixos da vida dos cidadãos. A transformação dos locais só é pertinente e sustentável se permitir regenerar as vivências das comunidades, interligando os espaços à sua envolvência e contexto, devolvendo assim os locais às pessoas.

Vialia Vigo, uma Estação de Comboios transformada em Espaço de Vida

Exemplo desta adaptação das cidades a este novo estilo de vida urbano é a construção do projeto Vialia Estação de Vigo, que combina no mesmo espaço: 122 000m² de estação ferroviária de alta velocidade, 43 000m² de centro comercial e um terminal rodoviário. Este projeto de regeneração urbana, promovido pela Nhood em Espanha, pretende transformar e revitalizar a cidade de Vigo, tornando-a uma cidade mais moderna e cosmopolita, alterando a forma como as pessoas se movimentam e vivem a cidade.

Esta transformação urbana reforça espaços que geram comunidades ativas, cidades sustentáveis e um planeta melhor para todos. E isto só acontece através de um trabalho de cooperação com parceiros, organizações e equipas que partilham uma visão comum e, acima de tudo, o mesmo compromisso: o de respeitar o ambiente, as pessoas e a autenticidade dos locais, em prol da prosperidade e do bem comum.

Vialia-Vigo-2.webp

Related Items Title

Inovação & Tendências

Cidade dos 15 Minutos

Projetos

Nhood transforma estação de comboios de Vigo num espaço de uso misto

Loading Footer